| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

JORNAL AMATA
Desde: 13/06/2001      Publicadas: 1111      Atualização: 15/10/2019

Capa |  Altamira  |  AMATA ASSOCIE-SE  |  Castelo de Sonhos  |  Desmatamento na Amazônia  |  ECOLOGIA  |  Educação Ambiental  |  ESPORTES  |  Hidrelétrica de Belo Monte  |  HIDRELÉTRICA DO TAPAJÓS  |  Opinião  |  Política  |  Poluição  |  SAUDE  |  Transamazônica  |  Turismo no Xingu


 Altamira

  09/03/2004
  0 comentário(s)


Incra teme nova invasão por canavieiros

Bruno teme uma nova invasão
O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) teme que a sede em Altamira seja novamente ocupada pela ação dos canavieiros. O chefe da unidade Bruno Kempner diz que se houver invasão, haverá dificuldade para que o órgão dê prosseguimento à nova política fundiária que já está sendo posta em prática.
Este ano a previsão do órgão é assentar 1000 famílias na região, inclusive com financiamentos. Segundo ele, só neste mês de março, 400 famílias deverão ser assentadas nos Projetos de Desenvolvimento Sustentável (PDS) em Anapú, além da criação de novos Projetos de Assentamento (PA), em Vitória do Xingu (Água Boa) onde serão assentadas 150 famílias e em Medicilandia (Pontal), onde mais 150 famílias serão beneficiadas.

Incra teme nova invasão por canavieiros
Haverá, também, a recuperação de áreas de projetos de assentamento que estão sendo usadas por não clientes da Reforma Agrária. Além da criação dos projetos também será feito um levantamento para a criação de mais um projeto de assentamento em Anapu, na região do Bacajá, que contemplará mais 300 famílias e a inclusão na discriminatória do PA Itatá, compreendido entre Altamira e Senador José Porfírio.
Algumas áreas destinadas a Projetos de Assentamento, diz Kempner, dependem do cancelamento do Contrato de Alienação de Terras Públicas (CATP). Só no município de Pacajá são 1500 hectares de terra que aguardam este cancelamento e a maioria delas já estão ocupadas por famílias , que para sairem do local, estão dependendo apenas da reversão.
Uma das áreas que aguarda reversão é da fazenda Conspel, onde ocorreu um novo conflito há duas semanas. A área está sob judice e é suficiente para assentar 300 famílias.




  Mais notícias da seção Reclamações no caderno Altamira
20/11/2016 - Reclamações - PRAÇA EM FRENTE A IGREJA SÃO LÁZARO NECESSITA DE REFORMAS
A pequena praça em frente a Igreja de São Lázaro no Bairro Indendente I, apesar de ter sido reformada com construção de quadra telada, com portão bancos e iluminação, agora encontra-se abandonada por depredação do local....
27/05/2012 - Reclamações - Instalação de Belo Monte altera rotina de moradores
Altamira: 148 mil habitantes em 2012 Altamira - Em menos de um ano, o município de Altamira teve sua rotina mudada com a instalação do canteiro de obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte. Se, por um lado, o comércio teve muito a comemorar, por outro, o inchaço populacional deixou evidente a falta de planejamento para esse crescimento....
17/11/2011 - Reclamações - Gestão por Tirania Desmotiva Servidores
A Delegacia de Polícia Federal em Altamira, no Estado do Pará, criada em 2005, meses após o assassinato de repercussão internacional da missionária Dorothy Stang, em Anapu, abrangido pela circunscrição da referida descentralizada, foi instalada com a particularidade de um efetivo formado por policiais federais recém-ingressados nos quadros da PF....
13/12/2010 - Reclamações - "AEROPORTO DE ALTAMIRA"
INCOMPETENCIA é a palavra mais branda (e apenas culposa) achada para denominar a "não ação" da Infraero que causa a situação que hoje vivem todos os que utilizam os serviços do aeroporto em Altamira....



Capa |  Altamira  |  AMATA ASSOCIE-SE  |  Castelo de Sonhos  |  Desmatamento na Amazônia  |  ECOLOGIA  |  Educação Ambiental  |  ESPORTES  |  Hidrelétrica de Belo Monte  |  HIDRELÉTRICA DO TAPAJÓS  |  Opinião  |  Política  |  Poluição  |  SAUDE  |  Transamazônica  |  Turismo no Xingu
Busca em

  
1111 Notícias