| Login | Crie o seu Jornal Online FREE!

JORNAL AMATA
Desde: 13/06/2001      Publicadas: 1051      Atualização: 11/11/2018

Capa |  Altamira  |  AMATA ASSOCIE-SE  |  Castelo de Sonhos  |  Desmatamento na Amazônia  |  ECOLOGIA  |  Educação Ambiental  |  ESPORTES  |  Hidrelétrica de Belo Monte  |  HIDRELÉTRICA DO TAPAJÓS  |  Opinião  |  Política  |  Poluição  |  SAUDE  |  Transamazônica  |  Turismo no Xingu


 Altamira

  06/07/2010
  0 comentário(s)


Educação paraense é a pior do Brasil

O desempenho da educação básica no Pará em 2009, medido pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), ficou acima da meta estabelecida pelo Ministério da Educação (MEC). De acordo com o balanço regional que será divulgado hoje, do qual O LIBERAL teve acesso com exclusividade, os estudantes paraenses de primeira a quarta série de escolas públicas alcançaram uma nota média de 3,6 numa escala de 0 a 10. A nota supera em 0,5 pontos a meta estabelecida pelo ministério e chega a ultrapassar a projeção do próximo levantamento, em 2011, que é de 3,5.
Apesar do indício de melhora da qualidade do ensino no Estado, os números não chegam a ser animadores. Pela planilha oficial é a menor média entre todas as unidades federativas. Em comparação com a nota nacional, os alunos do Estado estão um ponto abaixo da média (4,6).

Educação paraense é a pior do Brasil



Considerando que neste levantamento o Ministério não considerou as notas da rede privada dos Estados nortistas, a diferença é de 0,8 pontos do resultado médio entre todas as escolas públicas do País (4,4).

O relatório mostra que a maior dificuldade da educação básica do Pará está nas séries finais do ensino fundamental. A evolução em relação ao último levantamento foi de 0,1 ponto, indicando a nota de 3,4. O ínfimo crescimento foi insuficiente para que os alunos paraenses de quinta a oitava série chegassem à marca determinada pelo ministério, que era de 3,5. Além do Pará, somente o Amapá não conseguiu alcançar a nota fixada pelo ministério. Em relação as notas médias dos alunos dos outros estados, ficaram abaixo do Pará: Alagoas (2,9), Bahia (3,1), Paraíba (3,2), Sergipe (3,2), e Pernambuco (3,4).
No ensino médio regular, os alunos do Estado apresentaram uma melhora do Ideb de 2007 de 0,4 pontos. Registraram a média de 3,1, passando o valor de 2,9 estabelecido pelo MEC, e igualando o número indicado para 2011. Mas quando se analisa a taxa de aprovação, é a menor dos três níveis. Segundo o Ideb 2009, a taxa foi 68,1%, inferior ao indicador do primeiro Ideb de 2005, que apontou 69,4%. Apenas, no Rio de Janeiro a taxa de aprovação é menor: 66,6%.

APROVAÇÕES

Já no ensino fundamental, esse fator foi preponderante para o avanço do Ideb. Até a quarta série, a taxa de aprovação foi de 77,8%, mais de 10% do indicador de 2005. Em Ananindeua, por exemplo, essa taxa chegou a 88,1% das escolas públicas e a 100% das municipais.

Em Belém é de 90,7% da rede pública. Nas séries de quinta a oitava, a aprovação, que se manteve praticamente inalterada nos últimos dois últimos levantamentos, aumentou 3,2% e aponta hoje uma taxa de 78,3%.
Em Belém, o Ideb 2009 foi de 3,8 nas escolas de primeira a quarta série da rede estadual, alcançando a meta que era de 3,5. As municipais tiveram um desempenho um pouco melhor, de 3,9, e ultrapassaram o objetivo do MEC do próximo Ideb 2011 (3,8). Já a rede federal da capital paraense apontou um dos melhores desempenhos nacionais: 5,8.

Nessa etapa de ensino, Ananindeua teve 4,0 de Ideb nas escolas públicas. Apenas as escolas da rede estadual não superaram a meta estabelecida para 2011, que deverão alcançar mais 0,2 para chegar aos 3,9 proposto. Situação distinta da presenciada em Marabá. Mesmo tendo alcançado um valor igual ao de Ananindeua (4,0), a marca já se aproxima da meta de 2015 para o município (4,1). Já os alunos até a quarta série da rede pública de Santarém tiveram média de 4,2 e se aproximam do objetivo de 2011, que é 4,3.

No geral, os maiores indicadores dos alunos de primeira a quarta série do Pará foram registrados nas escolas municipais de Altamira e Parauapebas, cujo valor médio foi de 4,7. Com o indicador, Parauapebas já cumpriu as projeções dos próximos quatro anos, enquanto Altamira já conseguiu superar a marca de 2015.

Município de Chaves aparece entre os três mais precários do País
Na outra ponta do estudo recentemente divulgado, dois municípios paraenses aparecem entre os três piores índices do País. Com média de 1,4, Chaves regrediu, em relação a pesquisa de 2005, 1,1 ponto. Em último lugar, a meta do município para o ano de 2009 é duas vezes e meio maior do que o seu Ideb atual. O município baiano de Lauro de Freitas, com 1,6, aparece em penúltimo. Em seguida surge a nota das escolas estaduais do município de Cachoeira do Arari, na região do Marajó, com 1,7. Os indicadores de Cachoeira do Arari também têm caído gradativamente a cada levantamento. Em 2005 o Ideb do município era de 2,6, no levantamento seguinte, em 2007, caiu para 2,1. No momento, ele está a 1,3 pontos da sua meta atual.

O quadro negativo observado no Estado, nas séries finais do ensino fundamental, se repete nos dados por município. Em Belém e Ananindeua, por exemplo, as escolas estaduais ficaram longe da meta do MEC. Com médias 3,0 e 3,2, respectivamente, ambos ficaram a 0,3 pontos do que o ministério esperava em 2009. Apesar de terem batido as metas através das escolas municipais, o desempenho das estaduais derrubaram o índice geral da rede pública das duas cidades. Ananindeua ficou com 3,1, enquanto se esperava 3,4 e a capital registrou 3,2 " meta de 3,5.

IDEB

O Ideb foi criado em 2005, como parte do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE), para medir a qualidade de cada escola e de cada rede de ensino. O índice é medido a cada dois anos, com o objetivo de, a partir do alcance das metas municipais e estaduais, o País chegue à nota seis em 2021 " correspondente à qualidade do ensino em países desenvolvidos. Esse desafio parece ainda maior se considerar as notas da rede estadual paraense.

No indicador estão reunidos o fluxo escolar (taxas de aprovação, reprovação e evasão obtidas no censo da educação básica) e as médias de desempenho nas avaliações Prova Brasil e Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica (Saeb). A Prova Brasil é um teste de leitura e matemática para turmas de quarta e oitava séries (ou quinto e nono anos) do ensino fundamental. Os alunos do ensino médio fazem o Saeb, avaliação por amostra, que também avalia habilidades em língua portuguesa e matemática.



  Mais notícias da seção Educação no caderno Altamira
04/11/2018 - Educação - Processo Seletivo 2019 da Uepa inscreve até o próximo dia 8
A Universidade do Estado do Pará (Uepa) lançou no dia 24 de setembro o edital do Processo Seletivo (Prosel/2019). As inscrições deverão ser feitas até o dia 8 de novembro. O período de solicitação de isenção para candidatos com hipossuficiência econômica terminou no dia 19 de outubro. ...
16/10/2014 - Educação - Prefeitura de Altamira diz, em nota, que não vai descontar gratificação de professores.
Foi veiculado na imprensa e nas redes sociais que o Prefeito do Município de Altamira, Engº Domingos Juvenil entrou com uma ação no Tribunal de Justiça em Belém, solicitando a decretação de inconstitucionalidade das progressões de nível superior e que a Desembargadora Maria Filomena de Almeida Buarque concedeu a tal liminar. Que em resumo, o prefei...
16/10/2014 - Educação - No Dia do Professor, Justiça autoriza desconto de gratificação em Altamira
Valor do desconto de professores concursados será em média de R$ 670.Pedido foi feito pelo prefeito de Altamira, Domingos Juvenil (PMDB)....
26/10/2013 - Educação - CONCERTO DE MUSICA ERODITA E POPULAR
Arthur Moreira Lima , se apresenta hoje a noite na orla do cáis de Altamira...
31/01/2012 - Educação - ALTAMIRA E SUA HISTÓRIA NA 4ª EDIÇÃO
Em noite de autógrafo, realizada no auditório lotado do Centro Empresarial de Altamira, neste 31 de janeiro, Antonio Ubirajara Bogea Umbuzeiro, lança a 4ª edição do livro "ALTAMIRA E SUA HISTÓRIA", contando com mais de 380 páginas, é muito bem impresso e ilustrado, mostrando novidades sobre a História do Município, outro dado destacado é a importâ...
04/11/2009 - Educação - ALTAMIRA COMPLETA DIA 6 DE NOVEMBRO 98 ANOS DE EMANCIPAÇÃO
Altamira ASPECTOS HISTÓRICOS E CULTURAIS HISTÓRICO A origem do município de Altamira está relacionada com o pioneirismo da presença dos missionários da Companhia de Jesus no rio Xingu, antes de 1750. Após ao vencerem, por terra, a Volta Grande daquele rio, os jesuítas introduziram os primeiros traços de civilização naquela região. Na margem esquerd...
01/03/2009 - Educação - Menina é impedida de estudar porque é gay
A denúncia de suposta discriminação sexual dentro de uma escola particular de Altamira, no sudoeste do Pará, está mobilizando entidades de defesa dos direitos humanos no País....
29/03/2004 - Educação - ESTADIO MUNICIPAL GANHA REFORMA
Depois de 23 anos após sua inauguração o Estádio Antonio Bandeira de Melo, o "Bandeirão", recebe reforma e iluminação. A solenidade de inauguração dos vestiários, cabines de rádios e tv e iluminação, contou com a animação da banda municipal, além do prefeito Domingos Juvenil, secretários e outras autoridades, durante as festividades foi ap...
01/03/2004 - Educação - NTE - PROMOVE OFICINA DE ACESSO A INTERNET
O NTE - ALTAMIRA, está promovendo OFICINA de acesso a Internet para alunos da Escola Polivalente de Altamira. Alunos poderão obter maiores informações devem se dirigir ao NTE nas dependencias da Escola polivalente. Os dias programados para a Oficina são: quinta e sexta-feira, ou dias 4 e 5 . Há somente 20 vagas que serão preenchidas pela ordem d...
01/12/2008 - Educação - Nutrição afrodisíaca
A palavra "afrodisíaco" vem do grego e deriva do nome Afrodite, deusa da beleza e do amor na mitologia grega. Segundo o dicionário Aurélio, afrodisíaco é "o que ou aquilo que restaura as forças geradoras", ou ainda "um excitante dos apetites sexuais". ...



Capa |  Altamira  |  AMATA ASSOCIE-SE  |  Castelo de Sonhos  |  Desmatamento na Amazônia  |  ECOLOGIA  |  Educação Ambiental  |  ESPORTES  |  Hidrelétrica de Belo Monte  |  HIDRELÉTRICA DO TAPAJÓS  |  Opinião  |  Política  |  Poluição  |  SAUDE  |  Transamazônica  |  Turismo no Xingu
Busca em

  
1051 Notícias